sábado, 14 de maio de 2016

Como são feitos os dicionários?

 O primeiro passo é preparar um grande inventário de palavras, usando como material obras literárias, jornais, revistas, bulas de remédio, manuais técnicos e praticamente tudo relacionado à língua corrente. É claro que o levantamento não começa do zero, pois dicionários antigos também são utilizados para abastecer o gigantesco arquivo. As milhões de palavras que aparecem nesse material são então cadastradas com a ajuda de um leitor óptico, um tipo de scanner, que passa esses dados para a memória de um computador. Novamente com o auxílio da informática, o passo seguinte é cruzar as vezes que cada vocábulo surge, descobrindo quais são os mais frequentes na língua e que efetivamente serão publicados.

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Alzheimer transmissível?

Quem tem algum familiar com Alzheimer sabe bem o quão cruel pode ser esta doença, que acomete aproximadamente 35 milhões de pessoas no mundo, sendo 1,2 milhões apenas no Brasil. O Alzheimer é uma doença neurodegenerativa progressiva que afeta principalmente idosos e resulta na perda das funções cognitivas, como memória, orientação e fala.

domingo, 6 de março de 2016

Espadas famosas

Espadas não são apenas armas, elas são símbolos de poder, usadas ao longo dos séculos como oferendas, em cerimônias para investir pessoas com títulos, para coroações reais, e como preciosos objetos de troca. Ao longo dos anos, certas espadas foram encontradas ou desenterradas, trazendo com elas séculos de lendas e histórias incríveis. Elas são a ligação entre figuras famosas que realmente existiram e as lendas que se formaram ao redor desses personagens.

Aqui estão dez espadas do mundo antigo e algumas lendas a respeito delas.

Joyeuse: A Legendária Espada de Carlos Magno

Joyeuse: The Legendary Sword of Charlemagne

 A Espada de Joyeuse, que atualmente se encontra no Museu do Louvre em Paris, é uma das mais famosas espadas de todos os tempos.
Registros históricos relacionam a espada com o reinado de Charlemagne (Carlos Magno), o Grande, Rei dos Francos. Se ela realmente pertenceu ao famoso Rei que governou a França há cerca de 1200 anos atrás não é possível precisar, mas sem dúvida é uma arma digna de um monarca. A Espada de Joyeuse teria sido usada em incontáveis cerimônias de coroação, sua lâmina tocando o ombro e a testa de monarcas franceses, como uma forma de trasmitir o direito de governar com o aval de Deus. A espada é cercada por mitos e lendas ancestrais que atestam ser ela dotada de muitos poderes mágicos.

domingo, 7 de fevereiro de 2016

A primeira filósofa, astrônoma e matemática da história: Hypatia de Alexandria

A Terra gira em torno do Sol? Uma pergunta muito ousada!

Hypatia: considerada por historiadores como a primeira filósofa, matemática e astrônoma que se tem notícias, desafiando as regras do seu tempo, levou uma vida dedicada aos estudos, às pesquisas e ao magistério. Num universo totalmente masculino, ensinou no Museu de Alexandria e tornou-se chefe da Escola Neoplatônica, por volta de 400 dC.

Em sua época, entre 355 e 415 d.C. (aproximadamente), Hypatia era conhecida como a melhor e mais avançada “pensadora”, filósofa neoplatônica, abordando temas referentes à matemática e astronomia de forma compreensível a todos e estimulando debates acalorados sobre a dinâmica do Universo, sobre o Sol e o movimento dos planetas.