quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

A rã que gera os filhotes no estômago

Uma pequena rã do leste da Austrália tinha uma gestação um tanto estranha. Conhecida como Rã-de-ninhada-gástrica, as duas únicas espécies do gênero Rheobatrachus (R. silus e R. vitellinus) em época de reprodução tinha um cuidado parental bastante diferente.

As fêmeas colocavam ao todo cerca de 40 ovos, após a fertilização externa pelos machos, elas levavam os ovos para a boca e os engolia. Os primeiros ovos engolidos eram digeridos, mas o organismo do anfíbio cuidava para que o estômago interrompa a produção de suco gástrico, através de uma substância chamada prostaglandina E 2 (PGE 2) presente em um tipo de geleia que envolvia os ovos. Os últimos ovos ficavam alojados no estômago e somente a metade deles conseguia sobreviver a este processo.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

6 doenças horriveis transmitidos por água e alimentos

Provavelmente você já deve ter passado por uma intoxicação alimentar, uma virose e até uma infecção por um parasita alguma vez na vida. Apesar de causarem muito mal-estar, vômitos e diarreias, muitas dessas doenças são curadas rapidamente com uma dieta leve e hidratação adequada.
No entanto, existem alguns parasitas e bactérias patogênicas que podem causar efeitos “catastróficos” no seu organismo. O que há de comum em todos eles é que são transmitidos por água ou alimentos contaminados.
Por isso é tão importante termos o máximo de cautela com o que comemos e bebemos. Se você já era um tanto cuidadoso nessa questão, os itens abaixo podem te deixar um pouquinho mais atento, o que pode ser ótimo para a sua saúde. Confira.

Chuva de diamante em Urano e Netuno

Alguns planetas do nosso Sistema Solar têm chamado a atenção de várias nações que executam missões espaciais. Urano e Netuno são dois desses planetas.
Mas, ao invés de avanços científicos, as motivações que cercam os interesses por esses planetas estão mais relacionadas às ambições financeiras. Isso acontece porque Urano e Netuno são maravilhas do Sistema Solar por suas propriedades químicas e física.


domingo, 5 de janeiro de 2014

As duas luas da Terra

Quando olhamos para o céu, vemos apenas uma Lua orbitando nosso planeta, mas, há muito tempo, as coisas podem ter sido diferentes.



Uma das teorias mais fortes e bem embasadas sobre o surgimento da Lua envolvem um grande impacto com a Terra. Os cientistas acreditam que, há 4 bilhões de anos, existia um planeta do tamanho de Marte, bem próximo a nós. Em algum momento, a Terra e ele, que é chamado de Theia, colidiram em uma enorme explosão.